You are here:  / Dinheiro / Trabalhar Por Conta Própria: 10 Conselhos Que eu Queria Ter Escutado

Trabalhar Por Conta Própria: 10 Conselhos Que eu Queria Ter Escutado

Se conselho fosse bom não seria dado, seria cobrado, certo? Talvez por isso quando decidi trabalhar por conta própria não recebi nenhum desses, afinal não paguei para ninguém…  😆 

Mas não se preocupe, nesse post de hoje vou compartilhar com você gratuitamente os principais conselhos que eu gostaria de ter ouvido quando comecei a trabalhar por conta própria.

Aproveita para ler agora enquanto não estou cobrando por eles rssss.

Nem todo mundo se dá bem ao trabalhar por conta própria. Porém, muitas vezes esse fracasso está mais relacionado à falta de informação e planejamento do que à falta de capacidade em si.

Começar um negócio do zero e fazê-lo prosperar não é para quem está em busca de aventuras.

Do zero ao sucesso existe um longo caminho, cheio de trabalho, alegrias e frustrações.

Quanto mais preparado estiver, mais chances terá de vencer.

Se está decidido a começar empreender, independente da área que deseja, aperte o sinto e leia esse post até o final.

Listei aqui 10 conselhos que eu gostaria de ter ouvido antes de começar a trabalhar por conta própria.

Acredito que se decidir seguir pelo menos alguns deles, passará com mais facilidade por esse caminho.

Trabalhar Por Conta Própria

10 Conselhos Bons e Gratuitos

trabalhar por conta propria

1 – Defina seu salário

É muito comum ver novos empreendedores empolgando-se com os primeiros resultados e esbanjando dinheiro.

Ao começar a trabalhar por conta própria é preciso manter os pés no chão e lembrar que nem todos os meses são bons.

No primeiro momento é importante que estabeleça um salário razoável e reserve o restante do lucro.

A prioridade número um no início tem que ser manter o negócio vivo e não torrar tudo que entra.

Deixe o negócio rodar pelo menos um ano para entender a sazonalidade dele e só depois comece aumentar sua retirada. Mesmo assim, faça isso aos poucos e de forma consciente.

2 – Defina seu horário de trabalho

Ter horários flexíveis de trabalho pode ser uma benção na vida de alguns mas uma maldição na vida daqueles que não sabem administrar bem o tempo.

Quando trabalhamos em casa ou com algum tipo de negócio que nos permita fazer nosso próprio horário temos um pouco de dificuldade em manter o controle, especialmente quando estamos começando.

Muitas vezes a maior dificuldade do dia está em conseguir sair da frente da TV.

Por isso é importantíssimo que se programe e defina quais serão seus horários de trabalho. Mais importante ainda… cumpra esses horários.

Isso te ajudará a manter-se focado e não procrastinar.

3 – Lembre-se do seu sonho e mantenha os olhos no futuro

trabalhar-por-conta-propria

Trabalhar por conta própria nem sempre é um mar de rosas.

Aliás… pensado bem, é sim um mar de rosas. Principalmente se considerarmos a quantidade de espinhos envolvidos  :mrgreen: .

Brincadeiras à parte, verdade é que na maioria dos casos, o início do negócio é uma grande mistura de trabalho duro e poucos resultados.

O fato de não vermos os resultados que esperávamos, acrescido de problemas comuns do dia-a-dia, muitas vezes nos faz pensar nas mínimas vantagens de ‘trabalhar pros outros’, tais como férias e poder encerrar o expediente numa sexta-feira à noite e esquecer toda aquela mer!@ até segunda.

Essas mínimas vantagens parecem o paraíso nos dias difíceis de quem tem o próprio negócio.

Ao passar por esses dias, respire fundo e procure lembrar o motivo que te fez chutar a carteira assinada e começar a trabalhar por conta própria.

Não se entregue às dificuldades.

Mantenha os olhos no futuro que você conseguiu enxergar quando decidiu começar e siga em frente.

4 – Reinvista parte dos lucros em renda residual

Pequenos empresários e autônomos tem uma dificuldade em comum, reservar parte da renda para o futuro.

Alguns ainda pagam o famoso INSS (não que seja a melhor ideia, como falo num outro post que você pode ler clicando aqui), mas outros nem isso. Poupar então, nem se fala.

Acontece que ninguém quer trabalhar até morrer, não é mesmo?

Então, se quiser garantir uma aposentadoria tranquila e longe de trabalho, o mais sábio à fazer é pegar parte dos resultados e investir em algo que te garantirá uma renda residual no futuro, ou seja, uma renda que não dependerá do seu trabalho para ser gerada.

5 – Não se acomode

Reinvista parte do lucro em melhorias para a empresa.

Pode ser em cursos profissionalizantes para você e sua equipe, pode ser em infraestrutura, pode ser na criação de novos produtos, enfim, invista em coisas que irão te diferenciar cada vez mais dos seus concorrentes e que contribuirão para o crescimento da empresa.

Fazendo isso seu negócio fidelizará os clientes atuais, fará novos clientes e ficará cada vez mais sólido.

6 – Aprenda a delegar funções

Provavelmente você já ouviu aquele ditado: “o que engorda o porco é o olho do dono”.

Sim, não existe ninguém que queira mais seu sucesso do que você mesmo. Por isso é importante que acompanhe de perto os processos da empresa.

Mas existe uma grande diferença entre acompanhar de perto e fazer tudo.

Acredito que esse conselho seja o mais importante de todos porque se você não aprender a delegar funções, ficará refém do seu negócio para o resto da vida.

Talvez quando começar a trabalhar por conta própria só exista você na empresa e isso é normal.

Mas a partir do momento que tiver condições de contratar funcionários comece a dividir o trabalho.

Por fim reserve para você a função administrativa e confie a parte operacional à sua equipe.

Isso te dará mais tempo para cuidar efetivamente da empresa e cabeça para criar estratégias que alavancarão o negócio.

7 – Reserve tempo e dinheiro para férias

Sendo dono do próprio negócio dificilmente você conseguirá tirar mais do que uma ou duas semanas de férias, pelo menos no início.

Trabalhar direto no primeiro e segundo ano é até suportável, afinal ainda estamos naquele êxtase inicial. Porém, quando esse êxtase acaba, nossa mente reclama e começamos a perder nossa habilidade de gerar resultados.

Tirar férias, ainda que curtas, te ajudará a ter mais forças para enfrentar o que precisar no decorrer do ano.

CLIQUE AQUI E LEIA TAMBÉM: Como ser um bom empresário?

8 – Evite trabalhar com parentes

Esse conselho parece cruel, mas não é e se pensar comigo entenderá porque.

Você já se irritou com alguém no trabalho e ficou super aliviado quando você ou esse alguém saiu da empresa, só de saber que nunca mais teria que olhar para o bendito?

Provavelmente sua resposta é sim.

Agora imagina se essa pessoa fosse alguém da sua família e que depois de toda raiva passada no trabalho você tivesse que encontrar essa pessoa nas festas da família.

Pois é bem isso que acontece, sem exageros.

Quando trabalhamos com estranhos conseguimos nos conter para evitar confusão. Mas quase ninguém tem essa mesma habilidade com familiares.

O resultado disso são brigas no trabalho que interferem diretamente no convívio familiar.

Então evite o quanto puder.

9 – Tenha uma reserva para demissões

trabalhar-por-conta-propria-negocio-proprio

Vai por mim, seguir esse conselho é uma das coisas mais inteligentes que pode fazer por você.

Manter um funcionário no Brasil sai caro, demitir um funcionário sai mais caro ainda, principalmente se ele estiver há muito anos na empresa.

Te digo por experiência própria, não há nada mais frustante que você querer mandar um funcionário embora depois de toda raiva que ele te fez passar e não poder por falta de recursos.

Essa frustração te consome as energias. Eu garanto, você não vai querer passar por isso.

Então, assim que contratar o primeiro funcionário comece a fazer uma “poupança para demissão”.

10 – Nunca troque qualidade por lucro

Muitas empresas no Brasil comprometem a qualidade dos produtos visando aumentar os lucros.

Essa é a pior estratégia que já vi na vida.

Se você trabalha com um produto de qualidade mas não consegue manter o preço que está vendendo, aumente o preço e mantenha a qualidade.

Os clientes podem até reclamar do preço no primeiro momento, mas depois nem tocarão no assunto.

Ao passo que se deixar a qualidade cair, você ouvirá reclamações para sempre, isso se não perder o cliente.

Seus clientes não são bobos, então não trate-os como tal.

….

Bom é isso, fico feliz que tenha lido tooooodo esse testamento  😆 .

Tenho certeza que se considerar tudo que leu neste post, terá muito mais chances de se realizar em seu investimento.

Espero que tenha gostado!

Vou ficar esperando um comentário seu logo aí abaixo no campo de comentários.

Esse post pode ser útil para mais alguém, seja legal e compartilhe!Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Comecei a trabalhar fora aos 14 anos. Aos 22, abri uma loja de sucesso em minha cidade. Porém, quatro anos depois, meu nível de estresse superava os lucros. Foi então que resolvi buscar uma alternativa de negócio que pudesse desenvolver em casa ou em qualquer lugar, desde que fosse longe de tudo aquilo. Nesta época descobri um mundo novo a partir da internet. Ganhar dinheiro, estudar, malhar... são algumas das inúmeras oportunidades que encontrei em casa.

LEAVE A REPLY

Your email address will not be published. Required fields are marked ( required )

Show Buttons
Hide Buttons